Seguidores

segunda-feira, 18 de julho de 2011

UMA EXPERIÊNCIA VALIOSA


            Valiosa experiência tem sido para mim a freqüência às reuniões dos  Amigos Solidários na Dor do Luto. Num momento em que o grupo vê o seu exemplo seguido por pessoas de outras cidades,  abala-se de Curitiba em  caravana até o Rio de Janeiro, prestigiando um grupo que, nos mesmos moldes lá se formou, percebo que o trabalho, pela repercussão alcançada amplia sua dimensão. É hora então de recapitular  a  fase de minha vida em que, conhecendo já a Zelinda, tendo-a na conta de uma dileta amiga, tomei conhecimento por ela mesma do trabalho que realizava junto ao grupo como coordenadora. Parcialmente desembaraçado das atividades assistenciais que me prendiam a Morretes, e após algumas visitas às reuniões, senti-me atraído pelo trabalho do grupo e, em breve tempo passei  a contar com uma companheira muito querida e por um respeitável rol de novos amigos.
            Assim vem sendo escrita a nossa história, minha e da Zelinda. Ambos livres de  compromissos de ligações conjugais anteriores, mas possuindo família, tanto de origem como  de descendência, temos nos filhos,  netos  e parentes as ligações familiares que tão importantes  são   na vida de cada um.  Juntando nossos esforços,  Zelinda dando continuidade ao seu trabalho de coordenação tendo a mim como colaborador que, paralelamente desenvolvo atividades de natureza doutrinária e assistencial, pesquisando e escrevendo, vamos cumprindo uma  etapa nova e importantíssima em nossas vidas. Só tenho a agradecer ao grupo pela oportunidade que me dá de conviver, trabalhar e colher novas e preciosas experiências bem como parabenizar aos (às) participantes que, tendo já  asserenado  a dor da perda, continuam no grupo dando sustentação a companheiros(as)  mais novos(as), ainda na fase inicial e mais difícil.
            Um grande abraço a todos.
           José Daher.

3 comentários:

  1. Bom seria que não fossem presciso existir esse grupo,mas o não existir seria mudar o percurso da vida e isso nós simples mortais não poderemos jamais fazer,Então adimiro iniciativas de pessoas como vocês que tem essa garra e acima de tudo a sensibilidade e a humildade de estender a mão a pessoas sofridas com a perde de pessoas importantes como nossos familiares,eu as invejo de modo a compreender que eu não tenha essa mesma garra de vocês que Deus continue abençõando vocês amigas solidarias nessa tão grande dor abraços.

    ResponderExcluir
  2. É de suma importância que existam grupos como esse, onde as pessoas se unem para dividirem suas dores. A minha psicóloga e eu estamos pensando em criar um grupo assim, para mães que perderam seus filhos. Que Deus ampare a todos nós!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. O grupo já era muito bom com a coordenação da nossa amiga Zelinda, e com a assídua frequência do sr.José Daher (Nazir) e seus preciosos e inteligentes relatos, e palavras de grande conforto a todas nós frequentadoras, o grupo ficou ainda melhor... posso dizer em nome de todas que o senhor é muito importante para nós, e muito obrigada!!! abraços, Hilda.

    ResponderExcluir