Seguidores

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Conquiste sua alegria de viver



Não há nada de errado em ser jovial, bem-humorado, risonho e festivo.
Talvez  esse não seja o seu jeito de ser... Um pouco tímido, sério e recatado?
Consideremos a “alegria” como sendo o estado emocional de contentamento, de bemestar, de prazer.
Muitas pessoas entendem que só podem usufruir da alegria num estado eufórico de intensa sensação, de risos exagerados, de festas.
Todos nós possuímos o dom da alegria no fundo de nossa alma, e só precisamos de um estímulo para que ela se manifeste.
Esse estímulo pode vir de uma lembrança agradável, de uma ideia promissora, de um pensamento feliz, de uma coisa engraçada.
A capacidade de lidar com o cotidiano pode muito bem constituir um estímulo para desabrochar a alegria.
Devemos alimentar a confiança em nossa capacidade de superar a dor e a desilusão, pois isso afasta de nós a preocupação e a tristeza que bloqueiam a alegria. Em cada um de nós existe um admirável espírito suficientemente forte em que devemos confiar.
Ninguém é obrigado a ser alegre, embora se saiba que: a alegria pode ser conquistada; que ela expressa um estado de paz e felicidade; que ela colabora com a saúde integral...
Em sendo alegre você deve expressar a sua verdadeira alegria por ser ela contagiante, e para alegrar o seu mundo.
Luiz Gonzaga Seraphim Ferreira

3 comentários:

  1. Bonito texto, e concordo com o autor. Devemos cultivar a alegria em nossos corações, cabe a nós não permitir que a tristeza faça morada em nossa vida.
    Um domingo cheio de paz e alegrias, é o que desejo pra vc querida amiga!
    Beijo grande!!!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada amiga...
    Pela sua visita sempre muito fiel deixando seu comentário feito com muito carinho..
    Sábado estivemos com o grupo em um evento que uma mãezinha especial Rosilene mãe da Debora , que era gêmea com a Amanda e sofreu um acidente e faleceu. Junto com familiares e amigos e toda a comunidade da sua cidade, pelo terceiro ano eles fazem esse evento o dia da ESPERANÇA, uma ação social acho que tinha mais de 3 mil pessoas, com atividades de Lazer, Saúde, beleza , Cidadania e um atendimento especial para a terceira idade.
    Apesar da ausência da sua amada filha ela conseguiu alegrar e ajudar muitas pessoas, ter um dia diferente em suas vidas e se sentirem acolhidas, principalmente as crianças e os idosos que receberam uma atenção especial, com brincadeiras e muitos presentes.
    Debora está muito feliz e orgulhosa pelo trabalho de sua família, isso se chama amor...
    Bjss amiga valeu compartilhar com vc...

    ResponderExcluir
  3. Ola. Depois da perda, há uma dificuldade profunda em retomar a vida. Muitas de nós sentimos culpa e mesmo falta de vontade de viver. Eu penso em tudo que minha filha está perdendo e isso me doi demais.

    ResponderExcluir