Seguidores

sexta-feira, 11 de março de 2011

A DOR DE UMA SAUDADE

A vida nos prepara no seu decorrer, vários episódios, muitas vezes preparados por nós mesmos, que desejamos sempre progredir, sempre proporcionar para os que estão em nossa volta, uma evolução que representa progresso, bem viver. Nem sempre conseguimos, por este ou aquele motivo.  Nossos pais deixam que a vida mesmo, no seu trasnscorrer nos coloque ao lado de uma futura situação, que embora lamentável, o tempo já nos preparou s facínoras da empresa  Centronic, resolveram que deveriam matar alguém aquela noite. Mas uma morte que mostrasse o espírito sanguinário que os orientava. E achavam que jamais seriam descobertos. O caso caiu nas mão de um delegado  super honesto e capaz, que com apenas dois auxiliares, saiu em busca dos matadores e os encrontrou. Vibramos com ele, mas os dias foram passando e a nossa dor aumentando cada vez mais. Procuramos vários recursos para obter um consolo, uma razão, "mas por que o Bruno? amado, inesquecível, adorado. Quantas e quantas vezes já me surpreeendi falando sózinho na rua. Sei que ele está ali comigo. Minha vida acabou, profissionalmente fui prejuicado da forma mais injusta que se pode registrar. Mas o problema é o Bruno. Inesquecível de todos nós aqui em casa, inclusive de seu pastor alemão, que alguns dias depois também faleceu. De tanto procurar, encontramos "Os Amigos da Dor do Luto". Sentimos ali que outros tampém tinham dramas como o nosso, e que havia ali a presença de um anjo celestial, Zelinda De Bona. Nossa orientadora, a fazer programas e a nos levar até Uberaba, para visitarmos a casa de Chico Xavier.


Fomos nos conformando. conformando não, mas criando coragem para enfrentar o que nos resta de vida até chegar o dia de nosso encontro junto ao Pai Eterno, que sabemos que estará lá com ele a nossa espera. Um caminho aberto pela maravilhosa Zelinda. Ela é a luz que ilumina o nosso caminho e nos  deixa certo que a vida é amar e fazer o bem ao próximo. Assim sempre pregou Jesus e ela desenvolve sua lição com extraordinária  determinação e generosidade.
Vinicius Coelho
Março, 10 de 2011

Um comentário: