Seguidores

terça-feira, 12 de abril de 2011

Não chore, se você me ama...

Se conhecesse o dom de Deus e o que é o céu...

Se pudesse ouvir o cântico dos anjos e me ver entre eles...
Se pudesse ver se desenvolver diante de seus olhos os horizontes, os campos e os novos caminhos que atravesso...
Se, por um instante apenas, você pudesse contemplar como eu e a beleza diante da qual as belezas empalidecem...
Como!... Você me viu, amou-me no país das sombras e não se conforma de me ver e me amar no país das realidades imutáveis?
Acredite em mim. Quando a morte vier romper seus próprios laços como quebrou aqueles que me acorrentavam, quando chegar o dia que Deus fixou e conhece, e sua alma vier a este céu em que minh`alma antes chegou...
nesse dia você voltará a me ver.
Sentirá que eu o amei e continuo amando você e encontrará meu coração
com todas suas ternuras purificadas.
Você voltará e me verá em transfiguração, em êxtase feliz.
Já não esperando a morte, mas avançando com você, eu o levarei segurando suas mãos, pelos caminhos novos da luz e da vida.
Se você me ama, enxugue seu pranto e não chore.

Santo Agostinho

Um comentário: